XAXADO, A DANÇA DE GUERRA DOS CANGACEIROS DE LAMPIÃO

A ideia deste trabalho é contribuir com nossa cidade e região no que se refere ao cangaço, Lampião e o Xaxado, nada pra provocar discórdias, mas para entendermos o quanto nossa história é importante na construção cultural e da identidade do povo brasileiro.

O tema é o XAXADO, a dança de guerra dos cangaceiros de Lampião. Entenda-se, dessa maneira, que queremos mostrar sua influência no cinema e na música, na poesia e na gastronomia, na dramaturgia e literatura, melhor dizendo, em todas as linguagens artísticas. Por meio dos diferentes produtos culturais é que as pessoas lembram a identidade e riqueza de sua cultura.

XAXADO, A DANÇA DE GUERRA DOS CANGACEIROS DE LAMPIÃO está disponível ao público no Museu do Cangaço, de Serra Talhada. E também será distribuído para as escolas da rede pública de ensino, através da Secretaria de Educação, o Museu do Cangaço de Triunfo e de Piranhas (AL) também receberá uma quantidade, os Pontos de Cultura do Sertão e a Fundaj também serão contemplados com vários exemplares.

Anildomá Willans de Souza — Domá —, militante da cultura, atua em vários terrenos, ou melhor, em diversas linguagens artísticas. O que mais marca sua atuação é a dedicação ao estudo e à pesquisa do cangaço. Justamente por isso já apresentou Lampião no teatro, com o “Massacre de Angico — A Morte de Lampião”; no audiovisual, com os curtas-metragens “Papo Amarelo — O Primeiro Tiro”, “Lampião e o Fogo da Serra Grande”, “Lampião e a Cadeia de Vila Bela” e o documentário longa “Xaxado, a Dança de Cabra Macho”; na música, foi um dos produtores do I e II Festival de Músicas do Cangaço; na dança, é um dos criadores do Grupo de Xaxado Cabras de Lampião; na memória, é um dos fundadores do Museu do Cangaço; na literatura, publicou cinco livros: “Lampião, o Comandante das Caatingas”, “Nas Pegadas de Lampião”, “Lampião. Nem Herói nem Bandido. A História” e “Lampião e o Sertão do Pajeú”. E por aqui vai DOMÁ, chegando agora com este presente XAXADO, A DANÇA DE GUERRA DOS CANGACEIROS DE LAMPIÃO, para mostrar como o cangaço e Lampião estão nas bases da identidade cultural do Brasil.

Anildomá é membro da SBEC / Sociedade Brasileira de Estudiosos do Cangaço, da Academia Serra-talhadense de Letras/ASL e da ARTEPE / Associação dos Realizadores de Teatro de Pernambuco.

O livro tem o incentivo do Funcultura / Fundarpe / Secretaria de Cultura / Governo de Pernambuco.

SERVIÇO:

Lançamento do livro – XAXADO, A DANÇA DE GUERRA DOS CANGACEIROS DE LAMPIÃO, de Anildomá Willans de Souza.

Dia 13 de julho, terça feira, às 20 horas.

PARTICIPAÇÃO DE ISABELLY MOREIRA.

Museu do Cangaço.