TRIBO CARIJÓS DO RECIFE se prepara para uma apresentação especial em Serra Talhada, num projeto de circulação pelo Funcultura.  O caboclinho tem o título de ‘Patrimônio Vivo’ concedido pelo Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural. Ele se apresenta às 10h, no Museu do Cangaço, com entrada gratuita.

A tribo foi fundada no dia 05 de março de 1896, nas imediações do Forte do Brum, no Recife, pelo estivador Antônio da Costa, conhecido como “Bruxo”. Segundo a história, o surgimento veio logo após uma reunião de mesa espírita, onde o Antônio incorporou o caboclo e recebeu a missão de colocar o brinquedo na rua. Na época, o grupo alcançou diversos títulos e inspirou vários outros. Chegou até a viajar para fora do país, onde passou pela França, Itália e Japão.

Em 2017, nos seus 120 anos recém completados, foi o primeiro grupo do segmento a ser homenageado no Carnaval do Recife. O grande público ainda lembra do rosto do sacerdote estampado nas artes oficiais da festividade. Naquele mesmo ano, alcançou o primeiro lugar no grupo especial e permaneceu no pódio no ano seguinte. Em 2018 recebeu Prêmio Ariano Suassuna (2018) e foi agraciado com o título de Patrimônio Vivo. 

SERVIÇO:

Apresentação da Aula Espetáculo Passos do Caboclinho TRIBO CARIJÓS DO RECIFE.

No Museu do Cangaço

Dia 13 de março de 2020.

Às 10 horas.

ENTRADA GRATUITA.