O projeto TRANSPONDO O PASSO, idealizado por Gil Silva que é professor e passista de Frevo, atuando como multiplicador do passo desde 1998, oferece Oficinas de aperfeiçoamento na dança do Frevo para artistas que já atuem com danças populares no Sertão do Pajeú, mais precisamente nas cidades de Triunfo e Serra Talhada.

O Curso será gratuito e com carga horária de 96 horas-aula, incluindo teoria e prática, que vão desde palestras, vivências, exibição e discussão de vídeos sobre o Frevo em parceria com dançarinos/instrutores convidados que integram coletivos/grupos e/ou tenham experiência na área e atuem na região metropolitana do Recife, além de aulas práticas realizadas no Museu do Cangaço.

 “A dança é elemento de fundamental importância na história da humanidade, permeando a vida de todos os povos e tendo em cada cultura uma finalidade, por propiciar a integração entre as pessoas, bem como fundar o conhecimento das nossas raízes culturais e do nosso corpo, oportunizando pessoas de diferentes idades um contato com os princípios de nossas manifestações culturais”. Contextualiza Gil Silva e acrescenta: “Formar multiplicadores desses ritmos, torna-se de fundamental importância para a manutenção da nossa cultura, você que já dança, seja Frevo ou outros ritmos faça sua inscrição e venha transpor conosco os passos desse ritmo contagiante”. Convida ele.

Seguidor do Mestre Nascimento do Passo Gil Silva afirma que para o mestre era necessário formar não apenas pessoas habilidosas na dança, mas multiplicadores da sua ação, pessoas comprometidas com a divulgação do Frevo enquanto manifestação da identidade cultural de um povo. “Com nosso curso, pretendemos tecer uma rede de facilitadores da dança do Frevo que possam atuar não apenas em Serra Talhada, mas também em outras cidades do Sertão do Pajeú, a exemplo de Triunfo”, afirma o professor e passista Gil Silva.

Para o ele, o projeto busca possibilitar que um maior número de pessoas possam fomentar, expressar e valorizar a dança do frevo, transpondo o ensino e a aprendizagem da dança para outras regiões. “Queremos formar cerca de 25 multiplicadores, com uma oficina dividida em 4 módulos, para dançarinos e/ou profissionais com, pelo menos, um ano de experiência em danças populares”. Resume Gil Silva com entusiasmo.

O Primeiro Módulo terá como convidado o Passista Amorim Luciano, que é artista, pesquisador, brincante, professor de danças brasileiras e passista de frevo formado pelo Mestre Nascimento do Passo e Instituto Brincante. Teve sua formação aperfeiçoada no Instituto Brincante, de Antônio Nóbrega, onde foi também professor.

Serviço:

TRANSPONDO O PASSO

1º Módulo dias 13, 14 e 20 de outubro de 2018

Local: Museu do Cangaço a partir das 8h

 Por Carlos Silva

Assessor de imprensa