O Projeto Formação e Capacitação: Iniciação Teatral – um olhar lúdico sobre a dramaturgia de Osman Lins com Incentivo do FUNCULTURA/FUNDARPE – Secretaria de Cultura/Governo de Pernambuco, tendo o intuito de trabalhar a dramaturgia do autor supracitado, com adolescentes e jovens a partir da iniciação teatral.

“Para isso, iremos atender as quatros RD’s – Regiões de Desenvolvimento do Estado, as cidades contempladas são: Camaragibe (Região Metropolitana), Vitória de Santo Antão (zona da mata), Limoeiro (no Agreste) e Serra Talhada (Sertão). Em cada Cidade terá oficina de iniciação teatral valorizando a dramaturgia de Osman Lins, com professores de teatro que lá residam”. Diz Geraldo Cosmo, produtor executivo do projeto.

Em cada cidade será produzido um esquete teatral que será apresentado no encerramento da oficina, é importante salientar que na conclusão do curso os alunos receberão certificados e em seguida, todos os esquetes serão apresentados na cidade de Vitória de Santo Antão, lugar onde nasceu o autor, situando assim, o público sobre um dos escritores pernambucano mais importante do século XX.

Após a apresentação dos esquetes haverá uma breve roda de diálogo com a plateia levando-a a uma reflexão sobre a importância de conhecer um escritor tão renomado e buscando assim a construção de sua identidade cultural e artística, movimentando ainda a cena teatral pernambucana.

Sobre os professores de teatro:

Emanuel David D’Lucard, vai ministrar o curso na cidade de Camaragibe, na Associação de Mulheres do Loteamento Santana

Leonardo Edardna, vai ministrar o curso na cidade de Vitória de Santo Antão no espaço do Grupo Teatral Vid’Art

Charlon Cabral vai ministrar o curso na cidade de Limoeiro no Centro de Criação Galpão das Artes

Carlos Silva vai ministrar o curso na cidade de Serra Talhada no Quintal do Museu do Cangaço/Ponto de Cultura Cabras de Lampião.

                Em Serra Talhada, as inscrições estão abertas desde o dia 1º de setembro, na Recepção do Museu e a aula inaugural será em 29/09(domingo) às 14 horas. O Projeto é do produtor cultural Geraldo Cosmo que faz a Produção Executiva, na equipe temos Patrícia Assunção na Coordenação Pedagógica e Pedro Dias na linha de frente da divulgação.

Com informações da jornalista: Thaís Paranhos