O projeto “Transpondo o Passo” visa possibilitar que um número considerável de artistas/dançarinos possam fomentar, expressar e valorizar a dança do FREVO, transpondo o ensino e a aprendizagem da dança na região do Pajeú. O projeto tem como facilitador Gil Silva, mentor da iniciativa, além de mais 4 profissionais da área convidados a cada módulo, para compartilharem seus conhecimentos sobre essa manifestação artística que originou-se na capital para os sertões do estado.

“Queremos formar cerca de 25 multiplicadores, com uma oficina dividida em 4 módulos, para dançarinos e/ou profissionais da dança com pelo menos, um ano de experiência. Resume Gil Silva.

Nos dias 20 e 21 desse mês, nas dependências do Museu do Cangaço, começa o curso que promete ser um marco na formação do Frevo em nossa região, as inscrições continuam abertas até o dia da primeira aula e já conta com inscritos das cidades de Serra Talhada, Iguaraci, Triunfo e Flores. Atenção, as vagas são limitadas. As aulas terão início às 8h e a produção disponibiliza almoço para todos os participantes.

Neste primeiro módulo o passista convidado é o Luciano Amorim, artista, pesquisador e brincante, professor de danças brasileiras e passista de frevo formado pelo Mestre Nascimento do Passo, teve sua formação aperfeiçoada no Instituto Brincante, de Antônio Nóbrega, onde foi também professor.

Por Carlos Silva – Assessor de comunicação.

Arte e fotografias: Sebastião Costa.

Coordenação Pedagógica Flávia Vieira.

Produtor: Gil Silva

O projeto tem incentivo: FUNCULTURA/FUNDARPE – SECRETARIA DE CULTURA/GOVERNO DE PERNAMBUCO.