O Projeto Sertão Frevo, do passista e produtor cultural Gil Silva, vem fazendo a diferença na vida de muitos serra-talhadenses, principalmente crianças e adolescentes que participam com entusiasmo e afinco das aulas de frevo, sempre nas quartas-feiras, pela manhã (9 às 12h) no CEU das Artes, no Bairro Caxixola, e a noite (19 às 21h), na Pracinha Lampião, na Capital do Xaxado.

“Serra Talhada me adotou desde de 2015 e vi nesta terra a possibilidade que vivenciar o frevo, fora do período carnavalesco, quebrar este estereótipo e ocupar crianças e adolescentes com o ritmo mais pernambucano que existe, nosso frevo”! Relembra Gil Silva.

A Inciativa, que começou de maneira voluntária, foi ganhando forma e hoje, acontecendo graças ao incentivo do FUNCULTURA, segue formando dançarinos e possibilitando uma formação artística e cidadã aos muitos meninos e meninas envolvidos nesta empreitada. “Já temos um grupo montando que se apresenta de vez em quando em eventos e para o final do curso teremos uma grande festa, contando com a participação de orquestra de frevo, onde cada um irá mostrar parte do conteúdo praticado no decorrer do curso”. Diz o professor e passista Gil Silva, contente pelo resultado que o projeto vem alcançando.

O projeto, para além da aprendizagem da dança do Frevo, se solidifica como um espaço de convivência. Rafaela, uma das crianças que participam do projeto no CEU das Artes, no bairro da Caxixola, diz que se sente muito feliz em participar das aula: “pra mim o frevo é uma coisa divertida, uma coisa animada, não é só dançar e cantar, a pessoa se diverte, a pessoa se anima, não fica triste, se comporta com os pais (…) me sinto feliz, essa aqui é minha segunda família”.

A união e a amizade proporcionada pelo projeto é, Para Vitória, que também participa do projeto no CEU das Artes, uma das coisas mais importantes que o frevo trouxe para ela, “É muito bom porque a gente tá muito unida aqui, a gente não fica parado, faz a gente melhorar nas coisas, pra não ficar triste, assim, sozinho, ter muitos colegas, fazer amigos aqui, ajuda a melhorar a vida (…) o frevo é muito legal”

O projeto tem incentivo do FUNCULTURA/FUNDARPE – SECRETARIA DE CULTURA/GOVERNO DE PERNAMBUCO – A coordenação pedagógica de Flávia Vieira, fotografias de Sebastião Costa e assessoria de imprensa de Carlos Silva e conta com o apoio da Prefeitura Municipal, através da Fundação Cultural de Serra Talhada. As aulas, em 2018, seguem até dia 19 de dezembro, com retorno previsto para dia 09 de janeiro de 2019, informações podem ser adquiridas através de nossas redes sociais:

Instagram:@sertaofrevo

Facebook: https://www.facebook.com/sertaofrevo

Por Carlos Silva

Assessor de Comunicação