No dia 13 de maio de 2016 foi inaugurada em Serra Talhada, no bairro Caxixola – a Praça do CEU DAS ARTES, a qual recebeu o nome de CENTRO DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS – Governador Eduardo Campos. O espaço Praça CEU DAS ARTES foi uma iniciativa que se desenvolveu no governo da ex-Prefeita de São Paulo Marta Suplicy, cuja a primeira unidade foi inaugurada em 2003, no bairro de Guaianazes, na capital paulista, inicialmente o espaço recebeu o nome de CENTROS EDUCACIONAIS UNIFICADOS – CEU’s e no Governo da Presidenta Dilma Rousseff é rebatizado de CENTROS DE ARTES E ESPORTES UNIFICADOS. A ideia do espaço nasce quando o Educador Paulo Freire era secretário de educação no município de São Paulo – capital e toma forma com a Prefeita Marta Suplicy.

Hoje, existem mais de 140 praças/CEU’s funcionando em todo o Brasil. A proposta das Praças CEU DAS ARTES é bastante ambiciosa e visa primordialmente atender as periferias das cidades cujos moradores têm dificuldades de se locomoverem aos centros urbanos para usufruírem de lazer, esporte e cultura em geral; por esta razão, o equipamento tem um formato especial conjugando num mesmo, local três unidades públicas especificas, que são as Secretarias de Cultura, Esporte e Desenvolvimento Social. Esses órgãos gerenciam as Praças CEU’s de forma tripartite, juntamente com a comunidade usuária.

No caso de Serra Talhada, a construção do CEU ficou pronta em 2015 e em janeiro de 2016, a Fundação Cultural de Serra Talhada passou a cuidar dos espaços os quais lhes foram destinados, que são: o Telecentro, a Biblioteca e o Cineteatro. Por falar em biblioteca, nela também tem uma videoteca com mais de 1.000 filmes nacionais.  Os espaços destinados a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e a Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania, estão cumprindo suas funções.

Diante de tantos benefícios que esse equipamento trouxe a nossa população, fato esse reconhecido por entidades como o CEBRAP – Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – fará uma capacitação para o fortalecimento das Redes de Cultura, a qual acontecerá no período de 27 de maio a 06 de junho deste ano.

“A nossa Praça CEU, trouxe muitos benefícios ao bairro. Logo no inicio, foi construído um posto de venda de produtos petrolíferos e é visível o aumento das construções de casas e outros prédios por aqui”, diz Modesto de Barros, coordenador do Espaço.

A população do bairro Caxixola que na sua maioria é oriunda da zona rural já sente as melhorias que a Praça do CEU DAS ARTES CAXIXOLA trouxe. O dia a dia do entorno vem trazendo uma animação grande. As crianças e os jovens são os mais assíduos na Quadra de Esportes e os adultos usufruem da Pista de caminhada. Mas, também, os idosos participam de atividades, como ginastica e caminhadas na Pista. O Cineteatro também é bastante frequentado, pois a programação de filmes (nacionais e estrangeiros) está na preferência deles, também a FCST, mantêm Oficinas periódicas de Danças Populares e teatro dentro e fora do Cineteatro, formando novos artistas para atuarem e gerando trabalho para os atuais.

            A Biblioteca é outro espaço que vem tendo uma boa participação, principalmente das crianças que procuram para ler livros infantis de variados temas. Aliás, com respeito à Biblioteca, o pessoal do Banco do Nordeste fez uma campanha nas suas agencias para doação de livros e o resultado foi entregue a nossa Biblioteca num total de 2.000 mil exemplares.

O Telecentro vem sendo utilizado pala comunidade, não só do bairro, mas também de outros bairros.

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) é a porta de entrada da Assistência Social. É um local público, localizado prioritariamente em áreas de maior vulnerabilidade social, onde são oferecidos os serviços de Assistência Social, com o objetivo de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade. Conhecendo o território, a equipe do CRAS pode apoiar ações comunitárias, por meio de palestras, campanhas e eventos, atuando junto à comunidade na construção de soluções para o enfrentamento de problemas comuns, como falta de acessibilidade, violência no bairro, trabalho infantil, falta de transporte, baixa qualidade na oferta de serviços, ausência de espaços de lazer, cultural, entre outros.

Serviços ofertados – O Cras oferta o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif) e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). No Cras, os cidadãos também são orientados sobre os benefícios assistenciais e podem ser inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Público Atendido – Famílias e indivíduos em situação grave desproteção, pessoas com deficiência, idosos, crianças retiradas do trabalho infantil, pessoas inseridas no Cadastro Único, beneficiários do Programa Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros.

Formas de Acesso – Nas regiões de difícil acesso, (zona rural) como no caso das comunidades ribeirinhas, indígenas, rurais, quilombolas, e outras, o Cras tem as chamadas “Equipe Volante”, que realizam a busca ativa. 

Essa equipe faz o atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade e/ou risco social, especialmente aquelas em situação de extrema pobreza, que residam nas comunidades.

Para concluir a Praça CEU de Serra Talhada vem cumprindo sua missão que é a valorização e inclusão da população do bairro Caxixola, onde esta localizada e dos outros bairros da nossa cidade.

Por Carlos Silva e Modesto de Barros