A CAMINHO DO TRIBUTO A VIRGOLINO  – Em 1926 Lampião a frente de um numeroso bando de cangaceiros entra em Juazeiro do Norte/CE para receber a patente de capitão do Exército Patriótico, fato que até os dias atuais tem sido ponto de polêmica. O lance é que o Rei do Cangaço foi recebido pelo Padre Cícero Romão Batista, recebeu armas e munições, farda e o indulto para ele e sua cabroeira. Essa história está no MASSACRE DE ANGICO – A MORTE DE LAMPIÃO, nos dias 24, 25, 26, 27 e 28 de julho de 2019, na Estação do Forró, em Serra Talhada. Texto de Anildomá Willans de Souza / Direção Izaltino Caetano / Produção Fundação Cultural Cabras de Lampião.